Tecnologias Móveis e Crianças Pequenas

O crescente uso de tecnologias móveis por crianças pequenas é um tema novo e controverso e pouco se conhece a respeito dessa prática no ambiente doméstico. A literatura especializada não é consensual a respeito dos eventuais efeitos negativos e/ou positivos no desenvolvimento da criança.

Nossa hipótese é a de que a presença dos pais/cuidadores como mediadores do uso de tecnologias pelas crianças pequenas são fatores importantes para que a tecnologia móvel seja usada de forma segura, crítica e significativa para a aprendizagem. Daí a razão de investigar esses elementos, bem como (re)conhecer outros fatores que podem incidir na relação criança pequena e tecnologia móvel no contexto doméstico.

O estudo está organizado em 3 fases: (i) Fazer um levantamento junto a pais/mães de crianças na faixa etária entre 2 e 6 anos, por meio de um questionário eletrônico, a respeito da presença/uso de tecnologias no ambiente familiar. As respostas serão contabilizadas e seus conteúdos serão analisados qualitativamente; (ii) Elaborar um conjunto de diretrizes para analisar design, conteúdo e modo(s) de interação com o usuário das aplicações móveis relatadas em (i) como as mais frequentes no ambiente doméstico; (iii) Realizar estudos de caso focalizando a interação crianças/aplicativos móveis com vistas a descrever as reações/ações das crianças – gestos, perguntas, comentários, convocação do adulto, entre outras.

Coordenador Fernanda Maria Pereira Freire
E-mail ffreire@unicamp.br
Linha de Pesquisa Interfaces e tecnologia para mobile learning (m-learning)
Data de Início 01/08/2018
Equipe André Constantino da Silva
Fernanda Maria Pereira Freire
Flávia Linhalis Arantes